mais e melhor

Desde sempre, assumimos perante Oliveira de Azeméis o compromisso de fazer “Mais e Melhor”. Esta tornou-se, por isso, a mensagem-chave na aplicação do Plano de Investimentos estabelecido em conjunto com a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis. Este plano chegou ao terreno em setembro de 2020, quando foi iniciada a 1.ª fase de obra, e conhece em março de 2021 a sua 2.ª fase.

O que vamos fazer?

Vamos alargar a rede de drenagem de águas residuais do concelho de Oliveira de Azeméis. O Plano de Investimentos em curso engloba um valor de 4,3 milhões de euros. Com ele, cerca de 6.000 pessoas em mais de 2.600 habitações terão acesso a saneamento básico, que cobrirá, pela primeira vez, mais de metade do concelho (54,7%).

No pico das empreitadas, as obras contarão com dezenas de trabalhadores no concelho, estimulando a economia local.

0M de euros
em investimentos em redes
0 pessoas
com acesso a saneamento básico
0 habitações
ligadas à rede de saneamento
0%
taxa de saneamento

Onde vamos fazê-lo?

A 1.ª fase da obra está a construir 26 km de condutas de saneamento em quatro localidades do concelho: Oliveira de Azeméis, São Roque, Santiago de Riba-UI e Travanca. Em São Roque e Santiago de Riba-Ul é realizado em simultâneo o prolongamento em cerca de 4 km da rede de abastecimento de água, nas zonas onde esta não esteja ainda disponível.

Março de 2021 marca o arranque da 2.ª fase do Plano de Investimentos em duas novas localidades. A intervenção em Cucujães é uma das maiores empreitadas desta obra, prevendo a extensão da rede de saneamento em 12,95 km e em 0,24 km a rede de abastecimento de água. Em Nogueira do Cravo, as redes serão aumentadas 6,54 km e 0,27 km, respetivamente.


Por que vamos fazê-lo?

Para alargar o acesso ao saneamento básico em Oliveira de Azeméis, um bem indispensável a uma melhor qualidade de vida​.

Porque a ligação à rede de saneamento contribui para uma melhor gestão e preservação dos recursos hídricos: ​

  • Encaminhamento eficaz e seguro das águas residuais para as ETAR (Estações de Tratamento de Águas Residuais), onde se procede ao correto tratamento antes da devolução ao meio ambiente;
  • Redução da contaminação dos solos e águas subterrâneas por origens não controladas, como as fossas séticas particulares.

Porque a ligação à rede de saneamento tem benefícios para o concelho e sua população:

  • Melhoria da qualidade ambiental, com cursos de água e solos livres da contaminação de águas residuais não tratadas, potencia a imagem do concelho e o uso que locais e visitantes podem ter dele;
  • Erradicação de potenciais focos de doença provocados por águas residuais não tratadas.

Para contribuir para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6, que prevê até 2030 alcançar o acesso a água potável e saneamento para todos​.

O QUÊ?

Alargamento da rede de drenagem de águas residuais, ​que passa a cobrir 54,7% do concelho de Oliveira de Azeméis

ONDE?

Em seis localidades do concelho: Oliveira de Azeméis, São Roque, Santiago de Riba-Ul, Travanca, Cucujães e Nogueira do Cravo

COMO?

Com um conjunto de obras de construção de rede que juntarão mais de 50 trabalhadores do concelho, estimulando a economia local

QUANDO?

1.ª fase: desde setembro de 2020

2.ª fase: desde março de 2021

PORQUÊ?

Para alargar o acesso ao saneamento básico, um bem indispensável a uma melhor qualidade de vida​

INDAQUA Oliveira de Azeméis

A INDAQUA Oliveira de Azeméis é desde 2014 a empresa responsável pela exploração dos serviços municipais de distribuição de água e recolha e tratamento de água residuais no concelho de Oliveira de Azeméis.

Num concelho em que serve cerca de 20 mil clientes, no abastecimento de água, e mais de 13 mil no saneamento, numa área de cerca de 164 km2, a INDAQUA Oliveira de Azeméis tem pautado a sua atividade pela contínua melhoria do serviço prestado à população oliveirense. Nesse sentido, tem sido executado no concelho um vasto Plano de Investimentos em infraestruturas, equipamentos e alargamento de redes de água e saneamento que permitem aumentar a qualidade do serviço, com a diminuição do número de avarias, e também a sua eficácia, já que os desperdícios de água na rede passaram de 50,5% para 18%, com a intervenção da INDAQUA Oliveira de Azeméis.

0milhões de euros
investidos
0 pessoas
com acesso à rede pública de água
0%
água segura
0%
tratamento de águas residuais
0%
menos de água perdida na rede pública

PRECISA DE AJUDA?

CONTACTE-NOS